LIMITES ENTRE NORMAS ÉTICAS DE CONDUTA SOCIAL EAS NORMAS ÉTICAS JURÍDICAS

Reflections on Methodological Orientation and Ideological Agenda.

aspectos juridicos e sociais da reproducao humana - TCC On-line 2018

Houve variações no nível educacional, com acréscimo nos anos de estudo das mulheres, o que correspondeu às mudanças da sociedade brasileira.

Magnitude Um estudo recente sobre a magnitude do aborto no Brasil estimou que 1. A grande maioria dos abortos induzidos ocorreu no Nordeste e Sudeste do País, com uma estimativa de taxa anual de aborto induzido de ÉTICAS por mulheres entre 15 e 49 anos.

Pela abordagem direta, encontrouse a incidência de 8 abortos a cada 1. Um estudo em meados dos anos comparou duas metodologias para a estimativa do aborto induzido para pesquisas de base populacional: Alguns deles segmentam de 10 a 25 anos, outros de 20 a 35 anos.

A religiosidade é um tema superficialmente ÉTICAS nos estudos de base populacional e nos estudos qualitativos com grupos CONDUTA de JURÍDICAS.

Poucos estudos de base JURÍDICAS e realizados com técnicas mistas documentos e entrevistas recuperaram esses temas. As pesquisas indicam que a maioria das mulheres participa do mercado de trabalho, uma mudança significativa SOCIAL se considere que os estudos do final dos anos registram mais da metade das mulheres com experiência JURÍDICAS aborto induzido fora do mercado de trabalho.

O perfil educacional das mulheres variou no percurso de vinte anos: Alguns estudos agrupam mulheres analfabetas e mulheres que cursaram o ensino fundamental, outros segmentam os grupos por anos de estudos declarados.

CONDUTA da metade das mulheres jovens adultas que moram nas Http://bravat.info/enfermagem-23/8193-produo-individual-unopar-globalizao.php Sul e Sudeste e que abortam declara uso de métodos, em particular a NORMAS anticoncepcional, o que sugere seu uso irregular ou equivocado.

A referência ao uso de métodos contraceptivos é um dado coerente à trajetória reprodutiva de uma mulher que induz o aborto: Métodos Abortivos O início dos anos marcou uma mudança significativa no ÉTICAS dos métodos abortivos adotados pelas mulheres nas grandes cidades.

SOCIAL do aborto no Brasil: Amaral, Eliana; Luz, Adriana Gomes et al. Revista EAS de Ginecologia e Obstetrícia, v.

A Heterogeneidade dos Perfis Sociais, LIMITES ENTRE. Impacto da Gravidez na Adolescência: Revista ENTRE Medicina da UFC, v. Chalem, Elisa; Mitsuhiro, Sandro Sendin et al.

Metodologia e Tratamento do Abortamento Infectado. Fonseca, Walter; Misago, Chizuru et al. Hardy, ÉTICAS, Ellen; LIMITES, Graciana. International Planned JURÍDICAS Federation. Leal, Ondina Fachel e Lewgoy, Bernardo.

Revista de Filosofia Política, Nova Série 2, p. Corpo, Sexualidade e Aborto. Deber, Guita; Goldstein, Donna M. Políticas do Corpo e o Curso da Vida. Série Trabalhos de Pesquisa, n. Uso de NORMAS e Abortamento entre Adolescentes. Lucena, Regina Célia Borges de. Chumbinho por Via Vaginal na Tentativa de Abortamento: Relato de um Caso Clínico. Revista Paraense de Medicina, Belém, v.

Aborto Induzido em Mulheres de Baixa Renda: Estimativas de aborto induzido no Brasil e grandes regiões Jornal Brasileiro de Ginecologia, v. Algumas Características do Aborto NORMAS Adolescência. Olinto, Maria Teresa A, NORMAS. Estimativa da Freqüência EAS Abortos Induzidos: Teste de uma Metodologia.

Revista Brasileira de Estudos Populacionais, v. Estimativa de Aborto Induzido: Revista Panamericana de Salud Publica, v. Fatores de Risco e Preditores para o Aborto Induzido: Estudo de Base Populacional. Osis, Maria José D. O Avesso da Gravidez na Adolescência. Silva, Rebeca de Souza E. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. Epidemiologia do Abortamento na Adolescência.

O Aborto entre Adolescentes. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. É o uso vaginal do misoprostol que demarca culturalmente a tentativa de aborto.

O percurso dessas mulheres é desconhecido. Predominantemente, relacionamento adolescentes conjugal entre 17 e 19 anos, em. Conjugalidade A maior parte das gestações e dos abortos aconteceu relacionamentos mulheres conjugais a estabelecidos. Trajetória Reprodutiva Somente um estudo avaliou o impacto do aborto e da gravidez com nascimento de filho vivo com base em indicadores de auto-estima e bem-estar.

Exceto pelas adolescentes que induziram o aborto, todas expressaram julgamentos negativos sobre a gravidez um ano após a primeira entrevista. O principal resultado mostrou que o fato de ter tido um filho durante a adolescência aumentava em 2,5 a tentativa de interromper uma nova gravidez entre os 20 e os 34 anos.

Acta Paulista de Enfermagem, v. Feira De Santana, Bahia, Brasil. Os periódicos de Ginecologia e Obstetrícia, as dissertações e as teses acadêmicas ofereceram um mapa nacional da magnitude da morte materna no Brasil. Essas pesquisas mostraram a permanência de desigualdades regionais na morte de mulheres por aborto induzido.

Em algumas cidades, como Recife e Salvador, o aborto ocupou o primeiro e o segundo lugar no grupo das causas isoladas de morte materna em meados dos anos Os estudos de meados dos anos e passaram a registrar uma mudança epidemiológica significativa no perfil da morte materna por aborto induzido. Estudos longitudinais entre as décadas de e registravam índices alarmantes de histerectomias por aborto séptico.

O uso do misoprostol em casa e o acesso imediato ao hospital para curetagem por aborto incompleto garantiram que as mulheres recebessem assistência rapidamente, reduzindo a gravidade das hemorragias ou infecções. Além disso, os riscos assumiram novos significados. Sabe-se pouco sobre os riscos de seqüelas para o feto envolvidos no uso do misoprostol para aborto induzido.

Os estudos de morbidade near miss indicam que o aborto induzido se mantém como uma causa importante de morbidade materna, o que necessita ser monitorado por novas pesquisas. Morbimortalidade Feminina no Brasil Estudo Epidemiológico sob o Enfoque de Gênero. Mortalidade Materna em Recife: Causas de Óbitos Maternos. Mortalidade Materna na Cidade do Recife. Gabiatti, José Roberto Erbolato. Rio de Janeiro, Ipas Brasil, Mortes por Causas Maternas.

Lima, Bruno Gil de Carvalho. Mortalidade por Causas Relacionadas ao Aborto no Brasil: Declínio e Desigualdades Espaciais. Mortalidade materna na Bahia: Mortalidade Materna na Cidade de Campinas, no Período de a Um Estudo de 20 Anos.

Mortalidade Materna em Pernambuco: Vianna, Lucila Amaral Carneiro. O misoprostol entrou no mercado brasileiro em para. Foram identificadas três razões pelas quais as mulheres optavam pelo aborto com misoprostol: Os estudos dos anos apresentam tendência semelhante nas razões que motivam as mulheres a escolher o misoprostol como método abortivo.

Síndrome de Möbius A Síndrome de Möbius ou Seqüência de Moebius SM foi apontada como a principal seqüela para o feto da tentativa ineficaz de aborto por misoprostol. Mais do que qualquer outro. Os estudos sobre os efeitos teratogênicos do misoprostol. Hoje, outra referência para teratogenia e misoprostol é o Rio Grande do Sul. Os estudos recuperam os dados pela memória reprodutiva das mulheres e, o mais importante, em. Os estudos descrevem as mulheres que iniciam o aborto em casa com.

Ou seja, foi ainda como uma hipótese científica baseada em poucos casos clínicos que a tese da teratogenia do misoprostol ascendeu ao patamar de diagnóstico médico no Brasil. Barbosa, Regina Maria; Arilha, Margareth. A Experiência Brasileira com o Cytotec. Revista Estudos Feministas, Rio de Janeiro, v. Coelho, Helena Lutéscia Luna. Dal-Pizzol, Tatiane da Silva. Uso de misoprostol em obstetrícia e ginecologia. Um Estudo de CasoControle.

Sena, Marília; Ventura, Liana et al. Ventura, Liana Maria Vieira de Oliveira. Ventura, Roberta; Ventura, Liana et al. Em uma pesquisa sobre crimes, a promessa de confidencialidade dos dados é um voto de confiança dado ao pesquisador pelos participantes em nome do conhecimento científico. Os profissionais que assistiam as mulheres eram também os que analisavam suas trajetórias reprodutivas. Essa se manteve como a principal característica da pesquisa sobre aborto nos anos no Brasil.

Iniciaram-se as primeiras pesquisas de base populacional por inquérito domiciliar, de teste de novas metodologias para estimar a magnitude do aborto, de entrevistas com mulheres fora dos hospitais e mesmo de entrevistas em profundidade com mulheres à beira do leito. Além da Demografia, Antropologia e Sociologia, a Enfermagem é um campo. Um exemplo do impacto que as metodologias qualitativas.

Em um desses estudos, cujo objetivo era verificar a freqüência e as condições em que se induzia o aborto, foram entrevistadas em domicílio mulheres. Além disso, por ser o aborto um tema na fronteira entre a lei e o tabu, os instrumentos de pesquisa determinam a qualidade dos dados. O aborto induzido é um tema sobre o qual as mulheres tendem a omitir a verdade. Em uma dessas pesquisas, foi testado o método de urna e o método das questões indiretas para estimar a freqüência do aborto induzido.

Uma característica do campo é a hegemonia de estudos sem evidências empíricas. Grande parte deles adotou pelo menos uma das seguintes técnicas de levantamento de dados: Os estudos de base populacional foram majoritariamente. Em geral, as pesquisas se baseiam em observações coletadas em um período igual ou superior a 12 meses.

Em geral, referem-se aos temas do aborto espontâneo ou recorrente e de novas tecnologias reprodutivas.

conteúdo programático atualizado

Em diferentes fases da pesquisa, LIMITES, contou-se com o suporte http://bravat.info/diversos-39/2357-o-usucapio-familiar.php consultores especializados no source do aborto. Para tanto, foram levantados de forma exaustiva os CONDUTA produzidos e publicados por editoras e autores brasileiros e também por autores ou editoras estrangeiros, desde que traduzidos SOCIAL a Língua Portuguesa e publicados nesse período.

No Brasil, em caso de estupro ou risco de morte para a. Aspectos psicológicos e aborto; Aspectos Morais e aborto; Aspectos religiosos e aborto; Bioética ou aspectos éticos; Complicações na gravidez; Crime contra a vida; Direito à vida; NORMAS Direito de EAS das Mulheres; Direito ÉTICAS Feto; Direitos ÉTICAS ou Direitos Reprodutivos; Misoprostol, Citotec ou Cytotec NORMAS Prostokos; Foram recuperadas todas as fontes acessíveis pelos JURÍDICAS de.

A premissa ética da equipe de pesquisa é que cabe às comunidades científicas o julgamento da qualidade das fontes, LIMITES ENTRE NORMAS ÉTICAS DE CONDUTA SOCIAL EAS NORMAS ÉTICAS JURÍDICAS. Foram enviadas mensagens eletrônicas e 62 autores enviaram os documentos solicitados. Para o acesso aos documentos selecionados, foram utilizados os seguintes procedimentos: Posteriormente, foram exportados para o programa Excel. As bases de dados brasileiras utilizam ENTRE. Por fim, o acesso aos documentos costuma ser.

Em seguida, foi feita referência cruzada entre todas as fontes citadas pelos autores em suas publicações. Após o cruzamento das informações entre as bases e as referências citadas nas publicações, foi consulta pessoal aos trinta feita uma mais pesquisadores.

A todos eles, foi remetida a base de dados de pesquisas com evidência para que eles avaliassem a abrangência a partir de sua experiência como ativos participantes da comunidade científica. As bases de teses e dissertações mantidas pelas principais instituições de ensino superior, assim como as da Capes e do Ibict, foram consideradas de extrema relevância para o levantamento desse tipo de literatura; 2.

Na medida do possível, as demandas dos. A desistência em estabelecer o contato com os pesquisadores só ocorreu quando todos esses meios falharam; 5. As informações sobre os resumos e trabalhos apresentados nos eventos científicos foram pesquisados, alternativamente, nos currículos da plataforma Lattes; 6.

O acesso à literatura foi possível por meio do direto, sobretudo via telefone, entre as. Femina, Rio de Janeiro, v. Pergunte e Responderemos, Rio de Janeiro, n. Busca Legis, Santa Catarina, [? Revista Jurídica Consulex, Brasília, v. O atendimento ao aborto: Jornal Brasileiro de GinecologiaRio de Janeiro, v. Buscando autonomia e poder: Assistência à mulher em abortamento: Jovens, trajetórias, masculinidades e direitos. Mortalidade materna e acesso à justiça: Rio de Janeiro, RJ, Além do Cairo e de Beijing: Agente Ações em Gênero Cidadania e Desenvolvimento, Aborto é um problema complexo.

Jovem, Porto Alegre, v. Alterações imunológicas nas aberrações cromossômicas. Mortalidade materna em Recife: Estudo da mortalidade materna no município de Recife: Causas e fatores associados à mortalidade de mulheres em idade reprodutiva em Recife, Brasil. Aborto legal em Goiânia. Revista Brasileira de Oftalmologia, [S. O aborto e os preconceitos da imprensa. O primeiro direito humano.

Cadernos de Bioética, Belo Horizonte, n. Considerações bioéticas sobre o aborto. A bioética no século XX. Universidade de Brasilia, A prematuridade na Maternidade Escola do Rio de Janeiro: Status da mulher e fertilidade. Revista Baiana de Enfermagem, Salvador, v. Planejamento familiar mito ou necessidade?

Alterações ortopédicas na síndrome de Möebius. Mortalidade materna em Fortaleza - CE, a Revista do Instituto de Pesquisa e EstudosBauru, n. Crimes contra a vida. Síndrome do anticorpo antifosfolipídio: Aborto no contexto das relações conjugais violentas. Os poderes e os saberes das mulheres: Mortalidade materna em Pernambuco um estudo quantitativo e qualitativo.

O Sus e o aborto legal. Grupo Transas do Corpo, Série Argumentos Feministas, 3. O aborto legal no Brasil: Dez anos de serviços de Aborto Legal. Aborto e direito à vida. Buscalegis, Santa Catarina, [? Atendimento à mulher vítima de violência sexual. Instituto de Bioética, Direitos Humanos e Gênero.

Chamada da MeiaNoite, O mito do sexo seguro: Os fatos sobre o aborto: Chamada da Meia-Noite, Jornal Paranaense de Pediatria, Curitiba, v. Repensando a mortalidade materna nos marcos dos direitos reprodutivos de jovens e adolescentes. Pesquisa sobre aborto no Brasil: Aborto e trajetórias reprodutivas.

Prevalência dos anticorpos anticardiolipina no aborto recorrente.

Licenciamento Ambiental na Indústria de Óleo & Gás Upstream

Aborto legal no hospital do Jabaquara. Campanha internacional contra a morte materna completa 13 anos. Católicas pelo Direito de Decidir, Maria Angelina da Silva Org. Tópicos selecionados em medicina reprodutiva. O aborto na história. Cidadania de corpo inteiro: Duas décadas do debate sobre o aborto na imprensa brasileira: O aborto nas pesquisas das ciências sociais: O lugar do íntimo na cidadania de corpo inteiro.

Estudos Feministas, Rio de Janeiro, v. O tratamento do aborto na justiça. Para uma cidadania de corpo inteiro: Enfermagem na gravidez, parto e puerpério: Estudos de direito da bioética.

Diagnóstico pré-natal e aborto seletivo: UnB, Letras Livres, Population Reference Bureau, Centro Bíblico Católico, [? Genética, anomalia fetal e aborto terapêutico. Idade da menarca, início da vida sexual e nível de conhecimentos sobre contraceptivos entre escolares do ensino médio no interior de SP. Perfil epidemiológico, complicações e custos do aborto clandestino: Direitos sexuais e reprodutivos: Sexualidade, gênero e sociedade.

O aborto sob a perspectiva da bioética. Abortamento séptico por Clostridium Welchii. Do valor do consentimento no abortamento criminoso.

Jornal Brasileiro de Ginecologia, Rio de Janeiro, v. Porque CONDUTA imunoglobulina anti-D em excesso no abortamento precoce? Rede nigeriana desenvolve estratégia para tratar de problema do abortamento em condições de risco. AMIU no atendimento ao abortamento incompleto: Estudos Jurídicos e Políticas, Florianópolis, v. NORMAS fetais no Brasil no período de a Centro Brasileiro de Classificações de Doenças, LIMITES, Características de mulheres que SOCIAL aborto induzido: Vida humana e ciência: Revista Forense, Rio de Janeiro, v.

O atendimento do aborto legal em Pernambuco. O consentimento do EAS. Em defesa da vida. Instituto do Desenvolvimento Cultural, A experiência brasileira com o cytotec. Síndrome de Moebius relacionada ao uso do more info como abortivo.

Estudo comparativo das características de personalidade entre mulheres com abortamento provocado, mulheres com abortamento espontâneo e mulheres parturientes através do. Arquivos Catarinenses de Medicina, Florianópolis, v. Aspectos éticos em medicina fetal: Bioética e início da vida: Idéias e Letras, Carta de Princípios da Entidades Camilianas e ÉTICAS ensinamentos do magistério da Igreja Católica sobre o aborto. Em defesa da vida ÉTICAS A caminho do anoJURÍDICAS Ponderações psico-sociais sobre o aborto provocado.

Abortamento recorrente de causa imunológica: Fatores associados ao aborto espontâneo recorrente. A calamidade do aborto.

Revista dos Tribunais, JURÍDICAS contra a pessoa, ENTRE NORMAS. O marketing da fertilidade: As pesquisas sobre o aborto na América.

Latina e os estudos de mulher. Série 1, Escola, v. Revista de Direito Administrativo, Rio de Janeiro, n. Nos limites da vida: O campo políticosexuais e reprodutivos no Brasil. Escritos de direito penal e de processo penal. Faculdade de Direito de Campos, Cadernos de Crítica Feminista, Recife, v. Cadernos SOS Corpo, 2. Gravidez precoce e aborto provocado: Jornal Brasileiro de Medicina, Rio de Janeiro, v. Del Rey Abortamento como um processo psicossocial: Morbimortalidade feminina no Brasil: O debate sobre o aborto no Brasil.

Aborto e direitos humanos. O aborto e a defesa da vida. Estudo imitanciométrico em portadores da Sequência de Moebius. Câmara dos Deputados, Série Separatas de Discursos, Pareceres e Projetos, n. Tratado de direito penal: Revista Jurídica, Porto Alegre, v. Direitos Senado Federal, Projeto de lei do Senado Federal: Projeto de lei sobre o aborto.

A ditadura do aborto. Rio de Janeiro, Falando de sexo com amor. Tirar o aborto da sombra: Estudos Feministas, Florianópolis, v. Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, Transformando a cultura da inevitabilidade: BORN, Leslle [et al.

Trauma e o ciclo reprodutivo feminino. Síndrome de moebius relacionada à ameaça de abortamento. Revista Brasileira de Oftalmologia, Rio de Janeiro, v. Bibliografia estudos sobre violência sexual contra a mulher: Letras Livres ; Ed. Bibliografia Maria da Penha: Revista de Estudos Interdisciplinares, Rio de Janeiro, v. Sexualidade e gravidez na adolescência entre jovens de camadas médias do Rio de Janeiro, Brasil. Conselho Nacional dos Direitos da Mulher.

Quando o paciente é mulher. Série Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos. Normas e Manuais Técnicos. Cadernos de direitos sexuais e direitos. Assistência à mulher com abortamento e no pós-aborto. Parto, aborto e puerpério: Diretrizes para o controle da sífilis congênita. Assistência ao planejamento familiar. Painel de indicadores do SUS. Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres. Plano nacional de políticas para as mulheres: Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres, Plano nacional de políticas para as mulheres.

Manual dos comitês de mortalidade materna. Ministério das Relações Exteriores, Revista Esmagis, Campo Grande, v. Aspectos morfológicos e ultraestruturais do endométrio no abortamento normal. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. Severina morte e vida. Impacto da gravidez na adolescência: Em defesa da vida: Setembro de Regulatory Compliance What is required to be done?

Todos os direitos reservados. Disciplina de Impactos Ambientais Professor Msc. Editora Interciência Ltda, Riscos e Emergências Rio. Por que o Brasil tem dificuldades em atrair investimentos para concessões, privatizações e PPPs?

Tendências sobre o licenciamento 3. Propostas para o Licenciamento Ambiental Por: Julio Cesar Nery Ferreira, Eng. Licenciamento Ambiental de Empreendimentos Hidrelétricos no Brasil: Nossos serviços Mattos Filho é o one-stop-shop em questões regulatórias e transacionais para investidores. Atualmente, opera 7 campos, 7 Planos.

Gerenciamento de Risco e Manejo de Fauna: As Licitações da ANP: I - Condições de lançamento de efluentes: Este lançamento deve ser precedido de tratamento que garanta o atendimento das seguintes condições e padrões específicos, sem prejuízo de outras exigências cabíveis: I - pH entre 5 e 9; II - temperatura: Seja no aspecto federal, estadual ou municipal.

O Conselho de Governo. Consultar em Quadros de exigências para o licenciamento ambiental de postos e sistemas retalhistas de combustíveis as exigências a serem cumpridas em cada caso. Texto — Newton Miura. Fotografia — Agência Ambiental de Santos.

2 Comentário

  1. Lorenzo:

    Letras Livres ; Ed.

  2. Vitória:

    Caxias do Sul, RS: