OS CANAIS DE MARKETING E DISTRIBUIÇÃO : SUPPLY CHAIN

Integrar os fluxos de informações para as programações de envio e recebimento com os outros processos.

Estas funções eram desempenhadas por especialistas, cujo desempenho era medido por indicadores como custos de transportes mais baixos, menores estoques e compras ao menor preço. Para satisfazê-los, proliferam cada vez mais as linhas e modelos de produtos, com ciclos de vida bem mais curtos. E o que é o pensamento logístico? Rotulada como "funções segmentadas", a segunda era, estendendo-se de ao início da década de 60, sofre grande influência militar.

A terceira era, denominada de "funções integradas", vai do início da década de 60 até os primeiros anos da década de A quinta era, que vai de meados da década de 80 até o presente, tem ênfase estratégica, como indica o rótulo que lhe foi atribuído: Mas cabe aqui perguntar: Muitas vezes, a empresa se confunde com o ambiente, misturando fornecedores e clientes.

Apesar de ser um conceito genérico, reflete de forma clara a abrangência e o objetivo da logística. No Brasil, a onda do SCM começou a se espalhar no final da década de 90, impulsionada pelo movimento da logística integrada que vem se acelerando no país. O objetivo deste texto é contribuir para um melhor entendimento desta poderosa, mas ainda pouco conhecida, ferramenta gerencial.

Anteriormente a este período, a presença de membros especializados era pouco difundida.

Supply Chain Management - SCM 2018

As relações entre http://bravat.info/histria-24/8323-agravo-de-petio.php membros principais do canal eram distantes e conflituosas. O que muitas empresas buscam neste processo, é o foco na sua competência central, repassando para prestadores de serviços especializados a maioria das operações produtivas.

Uma das principais conseqüências deste movimento foi o crescimento da importância dos prestadores de serviços logísticos.

Numa estrutura de canal onde o fabricante distribui diretamente para o consumidor final, como faz a Dell Computer, a empresa tem muito maior controle sobre as funções de marketing. Neste caso, um menor custo logístico para o fabricante seria alcançado às custas de outros membros do canal, resultando provavelmente numa cadeia de suprimento menos eficiente e eficaz.

Nos encontros de profissionais, o conceito passou a ter um destaque especial. A troca de informações permitiu eliminar as previsões de longo prazo, os excessos de estoque e o cancelamento de pedidos. A Wal-Mart, por seu turno, tem obtido excelentes resultados em termos de crescimento e rentabilidade, em grande parte devido à alavancagem que tem conseguido com sua estrutura diferenciada de relacionamento na cadeia de suprimentos.

As empresas analisadas no estudo indicaram ganhos impressionantes:

1 Comentário